Ei, psiu! Qual é o seu tipo de curvatura?

Cabelos cacheados e crespos são divididos em nomenclaturas e merecem cuidados individualizados

Cacheada? Crespa? Queremos falar com você. Pegue as pontinhas do seu cabelo. Elas estão mais ressecadas? A estrutura parece pouco maleável e os fios teimam em se embolar? Espere! Não há mal nenhum nisso. Isso normalmente ocorre quando há falta de nutrientes e pouca hidratação. Gostou do início do papo? Tem dúvidas sobre curvatura? Qual? “Ora, como eu vou saber isso?” Acalme-se! Tudo é muito simples, e o que o seu cabelo pedirá para você é um olhar mais criterioso. Como? Simples!

Pare de correria. Respire e observe todo o seu cabelo: o couro cabeludo, sua raiz, os fios e as pontas. Pegue nele. Sinta a textura. Achou-o ressecado e com aquele aspecto espigado? Então, já temos um ponto de partida, né? Viu que não foi nada tão impossível?

O nosso papel aqui é te ajudar a cuidar desse cabelo e te mostrar toda a beleza que ele esconde. Por isso, quando pensamos na Zalika, optamos em trabalhar com a melhor matéria-prima do mercado e com soluções sem sulfato, parabenos, corantes, silicones e petrolatos. Mas o que isso, de fato, significa? Trabalhar com produtos que não utilizem esses princípios na formulação significa pensar em uma linha direcionada ao cabelo cacheado ou crespo. Até porque essas substâncias (que podem estar presentes em produtos de altíssima qualidade, que fique claro) não combinam em nada com a estrutura do cabelo cacheado ou crespo, já que elas criam uma camada nos fios que impossibilita a absorção de nutrientes. Aí não tem jeito: o seu cabelo estará cada vez mais ressecado.

Para se ter ideia, pesquisadores já mostraram que o sulfato, parabenos e petrolados são os responsáveis por deixar as escamas dos cabelos abertas – aí vem aquela ideia de excesso de frizz, sabe? Os petrolados, como são derivados do petróleo, acumulam-se nos fios e impedem que qualquer outra substância penetre nestes, o que provoca a falta de crescimento. Achou complicado identificar a presença dessas substâncias nos produtos que você guarda em casa? É bem simples e vamos te explicar. Tudo que contém num produto fica muito bem destrinchado no rótulo proposto. A partir daí, já é possível fazer um crivo importante e separar o que, de fato, deva ser usado por você. Concorda?

Como tudo começou?

A herança genética transportada pelos pais é o que resulta na textura e curvatura dos fios, que podem ser em cachos mais abertos, menores ou bem apertadinhos. Sabemos que os cabelos cacheados e crespos têm uma tendência maior ao ressecamento. Isso porque a oleosidade natural do bulbo capilar não percorre por todo o fio, já que, com o processo de ondulação, essa transmissão não será direta.

É nesse universo complexo e de mil possibilidades que os tipos de cachos receberam uma nomenclatura que se inicia no 2A e vai até o 4C. Os números (2, 3 e 4) representam a textura de cada tipo de cabelo; e as letras (A, B e C), o nível de ondulação ou curvatura. Assim, fica claro entender as peculiaridades e que cada cacho tem uma necessidade. Ainda ficou um pouco confusa? Seremos bem mais didáticos.

Nos fios do tipo 2A, 2B e 2C, as ondas aparecem com mais formas, mas a constituição do cacho não se inicia na raiz, que tem uma textura mais lisa. Os cabelos de 3A a 3C são os cabelos cacheados. Nesses casos, observa-se o nascimento do cachinho no início da raiz e vai até as pontinhas. E, por último (mas não menos importante), temos os fios que transitam entre o 4A e 4C. Nessa categoria, estão os cabelos mais crespos, que, muitas vezes, têm uma definição mais complicada e que NECESSITAM de muita água e nutrição. É importante entender também que, na cabeça, pode haver variedades de cachos com curvaturas diversas – uma frente 4A, nuca 3B e topo 3C.

Visualize o que estamos falando:

classificação de curvaturas dos cachos
classificação de curvaturas dos cachos

Os cabelos ondulados não são classificados na categoria cacheado, já que não possuem a forma de espiral. Como são mais lisos (que os demais das outras categorias), têm mais facilidade em absorver a oleosidade do couro cabeludo. Já os fios que estão englobados na nomenclatura 3 (nas curvaturas A, B e C) se dividem assim com as seguintes identificações:

3A – cachos abertos, formação irregular (na maioria dos casos) e curvatura de cachos maiores.

Esse tipo de fio é menos ressecado e depende de menos nutrição. Aqui, o que cabe é uma ótima fitagem – o processo de definição que você pode aprender nos nossos vídeos.

3B – um pouco mais cacheado, mas pode apresentar a raiz mais lisa e o comprimento mais cacheado.

Por isso, o ideal é abusar de hidratações nos fios e preservar a raiz.

3C – a categoria de cabelos que mais se aproxima do crespo, com curvatura mais acentuada. 

A raiz é mais ressacada; e os cachos, mais fechados e definidos. Esse tipo de cabelo precisa de nutrição, não necessita de ser lavado todos os dias e agradece um bom óleo.

4A – cabelos mais opacos e cachos com curvatura mais apertada.

Aqui, a mulher precisa ter paciência, já que o fator encolhimento é alto.

4B – formato de cachos em Z.

Isso mesmo. São cachos bem fechadinhos, definidos e mais crespos. Esse tipo de cabelo também encolhe muito e NECESSITA de umectação.

4C – o black power raiz.

É um cabelo mais ressecado, que também encolhe muito. Para quem curte definição à texturização (ou simplesmente fazer cachinhos com os dedos), é uma boa opção.

Respeito a individualidade

O nosso conselho para qualquer cacheada é o de não idealizar o cacho dos sonhos. Cada cabelo é um, e respeitar a estrutura é parte do processo de autoaceitação. Quantas vezes escutamos no salão: “Ah, eu quero o meu cacho igual ao da Tais Araújo, Débora Nascimento ou pode ser o da Sheron Menezes”. Espere! Não há garantia de padrão, e muitos menos é possível garantir que o seu fio será exatamente aquilo que você quer para ele. No entanto, há uma coisa que nós, da Zalika, fazemos questão de garantir: o cabelo cacheado ou crespo, independentemente da textura, é lindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 8 =